terça-feira, maio 30, 2006

Sabes que te amo!


Sabes que te amo...
E descobri-me assim como o sol a lua
Tens de mim toda poesia e amor
E sabes que esta grandeza é tua
Mesmo quando me cala a dor

Sabes que te amo...
E sempre me tens até no silêncio
Pois em tudo sou teu minha amada
Até na candura de um momento
Amando-te na gélida madrugada

Sabes que te amo...
E de pouco vale o meu falar
De certo que um dia há de entender
Que no dizer não há amar
Pois o amor é apenas ser